fbpx

Na odontologia o vendedor costuma ser o próprio dentista ou uma boa secretária. Neste artigo vamos contra argumentar a visão geral de que 90% dos conceitos de venda em geral e na odontologia incluem como protagonistas APENAS OS VENDEDORES e suas habilidades de discurso, argumentação e fechamento, assim como preços de serviços, e valores oferecidos pela empresas. Sim, vendas mais eficientes se fazem num contexto um a um.  A participação dos VENDEDORES  é fundamental, com seu poder de persuasão, simpatia, envolvimento e por que não dizer….de sedução? Leva-se em consideração os valores agregados dos produtos/serviços como as facilidades oferecidas, conforto da clínica, preparação técnica dos dentistas, preço e valor, em alguns casos. Até aí todos estão de acordo, afinal, o bom vendedor costuma ser uma pessoa “comunicativa”.

Mas… e o que dizer do entorno? Da decoração, fachada da empresa, e até mesmo da marca?

Esta abordagem é inspirada numa visão mais ampla de marketing, que considera todos os canais de comunicação disponíveis que incluem não somente o poder de argumentação do vendedor, mas também a comunicação física ( visual e gráfica), on-line ( site e redes sociais) e os valores da empresa, em outras palavras, a comunicação do negócio com o mercado interno (clientes ativos) e externo (prospects). Estamos falando da eficiência da empresa para valorizar e reforçar de forma física ou através da internet, seu produto ou serviço.

Esta forma de percepção macro permite a compreensão de todo um entorno que afeta, de forma significativa a “venda” . O alinhamento entre vendas e marketing mostra-se fundamental e imprescindível e promove uma compreensão de que a responsabilidade da venda não é unicamente do vendedor.

” O que queremos explicitar é a importância de que a marca, as sinalizações externas e internas, comunicação on-line (sites e redes sociais), materiais gráficos e peças publicitárias da empresa, todas expressem e reforcem aqueles valores que o vendedor luuuuuta para demonstrar “verbalmente” para o cliente”

Monica Gomes Claure

Não seria mais atraente se o cliente entrasse na empresa e percebesse que desde a fachada, a marca, as cores e assim como a decoração todos expressassem um conceito? seja de empresa/clínica odontológica /produto popular, moderno, sensual, jovial, ou qualquer que seja, o valor de seu produto ou serviço? Este entorno não deixaria o cliente mais seguro?

O processo de venda é essencialmente de COMUNICAÇÃO entre pessoas + do relacionamento da sua clínica com o mercado interno externo. Mas a maioria dos consultorios e clínicas entendem a “venda” a partir de uma visão micro, cujo único protagonista e responsável é o vendedor, neste caso, o dentista ou uma pessoa (secretária, na maioria das vezes). Este texto tem o objetivo de reforçar o valor da marca e de seu conceito que por sua vez agregam valor e segurança ao cliente, e acabam fechando o serviço.

Perguntas a serem respondidas a partir destas reflexões:

– o nome de sua empresa e logomarca, assim como a sinalização externa (fachada) e interna expressam os valores da empresa?

-sua comunicação on-line ( site, redes sociais, e-mail mkt) são dirigidas para expressar seu produto/serviço e suas qualificações e conceito e para atrair clientes através destas argumentações?

-seus materiais publicitários e gráficos ( papelaria, publicidade tradicional) reforçam o que o vendedor “tenta dizer”?

Se você ainda acha que uma secretária sorridente e capacitação técnica são suficientes para melhorar as suas vendas na odontologia, vai precisar rever este conceito!

Abaixo e para ilustrar, peças on-line e gráficas, todas criadas respeitando a essência das clínica odontológicas atendidas e dentistas, com o objetivo de reforço de marca e de vendas.

https://drive.google.com/file/d/0B_v0-rawmFemWmlJQ1RxaUxKYTQ/view